domingo, julho 17, 2011

Amigos


AMIGOS

Amigos são parceiros.
De nossa alegria
De tristezas
Da mesa do bar
Do chimarrão
Das caminhadas
De nossas afinidades.

Amigos são aqueles
Que nos dão bronca
Quando erramos.
Nos olham profundamente
E sabem ...
Sentir nossa alma.
Compactuam
Nossa existência
E vibram
Com nossas vitórias.
Amigos são amigos é só!
Amigos não são parentes
São almas
Para compartilhar nossos sonhos,
Amores.
Amigos são anjos
Que vieram
Para estar sempre ao nosso lado
A nos proteger!!
Por isso são amigos!
Poesia de Vera Salbego do Livro Caminhos.
DIREITOS RESERVADOS à autora.

sábado, julho 16, 2011

FATOS MARCANTES DA VIDA ENQUANTO PROFESSOR






No ano de 1997, em uma escola de Guaíba, ocorreu um fato, que muito me emocionou. Um senhor dos seus 52 anos fazia o ensino médio noturno, só que em sua turma o aluno mais velho era ele e a gurizada “zoava”, faziam bagunça e colocavam apelidos no pobre homem.
Este senhor aborrecido com esta diferença de idade e das brincadeiras feitas pelos colegas adolescentes, parou de freqüentar a escola. Ao retornar naquela turma, percebi a ausência daquele aluno que mesmo com suas restrições pedia gentilmente explicações da matéria com muito interesse e vontade de aprender, mesmo sem estudar a vinte e cinco anos. Visto que este aluno retornou à escola, para concluir os estudos, já que era uma exigência da empresa na qual trabalhava. Perguntei a turma e os alunos informaram, que o Sr. Rodrigo tinha parado de estudar, devido a conflito de gerações. Depois que fiquei ciente, conversei com os alunos sobre o comportamento da turma e os fiz perceber que aos 52 anos de idade ele teria muita dificuldade em conseguir outro emprego, já que no atual estava há 15 anos.
A turma apresentava um comportamento displicente e desvinculado das necessidades humanas. Foi o momento de pararmos e fazermos juntos uma grande reflexão sobre o respeito às diferenças. A partir daí, a turma resolveu ajudar caso o Sr. Rodrigo retorna-se para concluir seus estudos. Fui até a secretaria da escola e obtive o endereço do aluno e me dirigi para lá. Chegando em sua residência, o mesmo surpreendeu-se com minha visita. Assim, me fiz presente na vida de seu Rodrigo, conversamos durante horas sobre a importância dos estudos e de seu retorno à escola. Ele, concordou e agradeceu humildemente a minha visita e emocionado, sentiu que alguém se importava com ele. Naquele momento, percebi o quanto aquele gesto meu foi importante para aquele aluno, pois dei a segunda chance dele crescer como cidadão e pessoa humana.
Ao voltar a sua turma, os colegas modificaram suas atitudes e seu Rodrigo passou a ser um grande companheiro daqueles adolescentes, aconselhando-os em seus problemas cotidianos.
Vejo, hoje, a importância daquela atitude que deixou em meu coração uma mensagem maior do dever cumprido.
No final do ensino médio, aquela turma me escolheu como paraninfa, motivo de orgulho e emoção, ao chegar acompanhando os mesmos na grande noite da FORMATURA. Os nomes foram sendo chamados e, de repente o aluno Rodrigo aproxima-se do palco para receber seu diploma e eu o entrego chorando de emoção. Parabéns, aluno Rodrigo. Você venceu esta etapa de sua vida.
VERA LUCIA MARTINS SALBEGO

Sou Loba




Nas noites me transformo
Sou loba em busca
De um ser
Que me ame
De mansinho
Loba faminta de beijos
Envolvida com a matilha
Que chega com a lua cheia.
No uivo da loba
Bate um coração que só sabe amar.

Vera Salbego

Quando te vejo



Meu amor quando te vejo
Sinto o mundo sorrir
Estremeço por inteira
Fico fascinada por te ter.

Somos loucura
Tesão e desejo
Misturada com paixão.

Quando te vejo
Meu corpo te chama
Me entrego inteira
Para poder te amar.

Sentir teus lábios
A roçar os meus
Fico maluca, para te encontrar.

Vera Salbego

sexta-feira, julho 15, 2011

ANJO


ANJO


Um anjo bateu em minha janela
Trazendo musica pra me acordar
Mostrou-me a lua.
Iluminou meu coração.
Subiu a serra
Visitou as Araucárias.
E o sol foi testemunha
Do reencontro.
Sorrindo ao amanhecer.

Fomos ao Templo
E deixamos os mantras
Abençoar-nos.
Lá no alto o anjo tomou chimarrão.
Sorriu e viveu.
Na essência e magia
Da amizade.

Na trilha do caminho
Entre morros verdejantes
E o aroma da pitangueira
No ar.
Exalando vida.
E o anjo amigo
Busca no encontro
O valor da amizade.

Na brisa da tarde
No pôr do sol de Portinho.
O anjo vive aquele momento sagrado.
A amizade.

Nas águas do rio abençoado
Laços foram fortalecidos
E no silêncio da tarde
O anjo amigo.
Deixa marcada sua presença.
No solo gaúcho.

Na voz e no canto
Que encanta.
Musica no ar.
Emoção no coração.
Embalados pela sinfonia
Como um pássaro
Que busca a acolhida
No repouso da amizade.

O anjo despediu-se
Na esperança de um novo
Amanhecer.
Voou por entre nuvens
E deixou saudades
Mas a certeza de um novo reencontro.
E o anjo foi-se na melodia do Vento...

Vera Salbego

Na Sombra dos Jacarandás


Nas sombras dos jacarandás
No ritmo da poesia
No ritmo da emoção
Fiz minha estréia
Na Praça Cultural
50º Feira do Livro de Porto Alegre.

Vi o sonho de outrora
Se realizar.
Na espera do tempo.
Desnudei a magia
Da palavra.
Que agora em livro
Trago VITRINE DO CORAÇÃO.
Para ser apresentado
Ao mundo mágico da Literatura.

A cortina se abre para a poetisa
Apresentar sua obra.
Mostrar os mistérios da poesia
Que se desnudam do tempo
Para chegar ao presente, agora!

No perfume que exala
Dos jacarandás em flor.
Nasce uma poetisa.
Manifestando sua arte.
Para o mundo de leitores.

Vera Salbego

terça-feira, julho 12, 2011

HISTÓRIAS DE BRUXAS E POÇÔES


.

I

Canção das Bruxinhas

Minhas bruxarias vão sair pro mundo
Vou trabalhar, vou batucar
Se Deus quiser, quando eu voltar
Uma poção eu vou fazer.

II

Adeus...

Adeus, adeus
As coisas más
Eu vou trazer a esperança
Vou rezar para voltar o Amor.
É uma poção eu vou fazer.
Para acabar com a maldade.
E trazer a generosidade.

III

Apelo!

-Janete
_Cristina
-Vera
-Carmen
-Paulo
-Matheus
-Cadê Vocês!
Oh!Mãe do Céu!
-Eu bem disse que acabaria com a maldade que existe no mundo.
_E preciso de vocês para ajudar a semear a bondade e o amor entre os seres do mundo.
-Vamos nos unir.

IV
Cantiga de Otimismo

É tão triste ver as pessoas
Praticando violência, roubando
E mais fácil praticar o bem
E fazer dele nossa canção
Para encantar o mundo com nosso Amor.
Vamos levantar a bandeira de otimismo
Enfrentar tudo e a todos.
Como companheiros da poção da paixão.

V

União

Vamos nos unir
Companheiros de poção
E fazer dessa união
Nosso lema pra missão
Das bruxinhas da nação.

VI

No dia seguinte

Minhas bruxarias vão voltar pro mundo
Vou trabalhar, vou batucar
Se Deus quiser vou realizar
Uma poção para ajudar
A humanidade a se curar
Meus companheiros também vão ajudar
E a Deus vamos agradecer
E concretizar nossa missão.

I

Canção das Bruxinhas

Minhas bruxarias vão sair pro mundo
Vou trabalhar, vou batucar
Se Deus quiser, quando eu voltar
Uma poção eu vou fazer.

II

Adeus...

Adeus, adeus
As coisas más
Eu vou trazer a esperança
Vou rezar para voltar o Amor.
É uma poção eu vou fazer.
Para acabar com a maldade.
E trazer a generosidade.

III

Apelo!

-Janete
_Cristina
-Vera
-Carmen
-Paulo
-Matheus
-Cadê Vocês!
Oh!Mãe do Céu!
-Eu bem disse que acabaria com a maldade que existe no mundo.
_E preciso de vocês para ajudar a semear a bondade e o amor entre os seres do mundo.
-Vamos nos unir.

IV
Cantiga de Otimismo

É tão triste ver as pessoas
Praticando violência, roubando
E mais fácil praticar o bem
E fazer dele nossa canção
Para encantar o mundo com nosso Amor.
Vamos levantar a bandeira de otimismo
Enfrentar tudo e a todos.
Como companheiros da poção da paixão.

V

União

Vamos nos unir
Companheiros de poção
E fazer dessa união
Nosso lema pra missão
Das bruxinhas da nação.

VI

No dia seguinte

Minhas bruxarias vão voltar pro mundo
Vou trabalhar, vou batucar
Se Deus quiser vou realizar
Uma poção para ajudar
A humanidade a se curar
Meus companheiros também vão ajudar
E a Deus vamos agradecer
E concretizar nossa missão.


Vera Salbego

sábado, julho 09, 2011

Ser Criança


Ser Criança


Ser criança é ter a pureza
No olhar
E ter emoção nas brincadeiras
Sentir na pele a beleza
Do vento sobrando ao nosso redor
Curtir a infância ao máximo
Brincar sempre sem se arrepender
Deixar emocionar pelas coisas infantis
Ver o Papai Noel e por ele se apaixonar
Acreditar no Coelho da Páscoa
Nos sonhos e deleitar-se com tudo isso.
Deixar a inocência tomar conta do seu ser.
Deixar a alma de criança falar sempre mais alto.
Ser Criança é acreditar nos sonhos.

Vera Salbego

OBRIGADA PELA VISITA.

AGRADEÇO A VISITA NO MEU BLOG.VOLTEM SEMPRE.AO COPIAR OS TEXTOS NÃO ESQUEÇAM DE COLOCAR O NOME DO AUTOR.ESSA É A LEI DOS DIREITOS AUTORAIS.