segunda-feira, julho 10, 2006

CURUMIM

CURUMIM

VERA SALBEGO

Na beira da praia
Andando descalço
Percorro o caminho.
Que Curumim andou.

Na beira da praia
Sigo sozinho
Deixando pegadas
para outro
Que virá.

Que virá andando
sozinho
Percorrendo
O caminho.
Que Curumim passou.

Na beira da praia
Percorrendo sozinho
Deixando rastros
Para o outro chegar

Que vai chegar
sozinho
Trazendo na alma
O resto da saudade.
Que Curumim deixou.

Poesia do livro PALAVRAS,SOM E FÚRIA(Prêmio 6 lugar Concurso Internacional).Publicado em maio de 2006.Direitos Reservados.

Nenhum comentário:

OBRIGADA PELA VISITA.

AGRADEÇO A VISITA NO MEU BLOG.VOLTEM SEMPRE.AO COPIAR OS TEXTOS NÃO ESQUEÇAM DE COLOCAR O NOME DO AUTOR.ESSA É A LEI DOS DIREITOS AUTORAIS.